Buscar

Nova técnica reconstrutiva em cirurgia da mão de Armindo Pinto, cirurgião plástico

Trata-se de uma técnica cirúrgica de reconstrução da mão, desenvolvida pelo Dr. Armindo Pinto, ainda na sua fase formação em Cirurgia Plástica, no Hospital de S. João - Porto.

Nova técnica reconstrutiva em cirurgia da mão de Armindo Pinto, cirurgião plástico
Dr. Armindo Pinto. / Mundiario
Dr. Armindo Pinto. / Mundiario

Num artigo publicado na revista Cirurgia Plástica Ibero-LatinoamericanaArmindo Pinto, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética, apresentou uma nova técnica reconstrutiva em cirurgia da mão intitulada “Colgaio Osteocutáneo Digitocarpiano Dorsal - Caso Clínico”.

Trata-se de uma técnica cirúrgica de reconstrução da mão, desenvolvida pelo Dr. Armindo Pinto, ainda na sua fase formação em Cirurgia Plástica, no Hospital de S. João - Porto, que permitiu evitar amputação de dedos da mão, já que possibilita o uso de tecidos moles e osso do próprio doente, para reconstruções de perdas complexas.

Este artigo premeia o trabalho clínico realizado pelo cirurgião plástico Armindo Pinto, considerando-se a técnica apresentada como um “un buen colgajo que contribuye al grupo de alternativas disponibles para la reconstruccíon de los dedos, pudiendo ser una técnica de primera elección”, citando o autor.

A técnica inovadora “especialmente para las lesiones más distales de los dedos” constituiu um avanço notável na saúde dos cidadãos que de outra forma seriam confrontados com a amputação dos dedos.

O médico, cirurgião plástico, Armindo Pinto já em 1999, recebera o primeiro prémio em congresso organizado pela Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética, relativo ao trabalho com o título “Retalho Cubital dorsal de Bertelli, uma alternativa em reconstrução da mão. Neste momento, o autor, além de cirurgia reconstrutiva, também se dedica bastante a cirurgia estética. @ mundiario